Jogadores do Cruzeiro comemoram o tetracampeonato mundial de clubes de vôlei em Betim
Jogadores do Cruzeiro comemoram o tetracampeonato mundial de clubes de vôlei em Betim – Foto: Agência i7/Cruzeiro

Um, dois, três, quatro. O Sada Cruzeiro é tetracampeão do Mundial de Clubes de Vôlei. A Raposa bateu os italianos do Lube Civitanova por 3 sets a 0 (17/25, 22/25 e 23/25).

O jogo foi disputado no palco dos outros três títulos cruzeirenses, o Ginásio Poliesportivo Divino Braga, em Betim. Em 2019, no mesmo local, o Lube havia frustrado a torcida e faturado o caneco diante do cruzeirenses. Chegou o dia do troco.

Miguel Lopez e Wallace foram os maiores pontuadores do jogo, com 12 e 9 pontos, respectivamente. Pelos italianos, Yant e Garcia marcaram 11 pontos cada.

VEJA TAMBÉM:

Campanhas dos finalistas

A equipe do Sada Cruzeiro teve duas vitórias por 3 sets a 0 na fase classificatória, contra o Sirjan Foolad (IRA) e do Trentino (ITA). Na semifinal, derrotou o Vôlei Natal por 3 sets a 1 (parciais 25/17, 25/22, 23/25 e 25/16). Os destaques da última partida foram Wallace e Lopez, com 18 e 16 pontos marcados cada, respectivamente.

Já os italianos do Lube venceram a primeira partida do Mundial por 3 sets a 2 contra a UPCN (ARG), e depois 3 sets a 0 no Natal. Na semifinal, derrotaram o Trentino por 3 sets a 2 ( parciais 25/20, 22/25, 23/25, 25/20 e 21/19). Yant e o brasileiro Lucarelli foram os maiores pontuares desta semifinal, com 27 e 17 pontos, respectivamente.

Títulos Mundiais de Vôlei do Cruzeiro

  • 2013;
  • 2015;
  • 2016;
  • 2021;

Torcida

No quinto Mundial sediado por Betim, na Grande Belo Horizonte, a torcida compareceu em peso para apoiar o time celeste. No jogo deste sábado, o ginásio Divino Braga ficou lotado. O Cruzeiro venceu nada menos que quatro das cinco finais disputadas no local.

Divino Braga na final do Mundial de Clubes de Vôlei
Divino Braga na final do Mundial de Clubes de Vôlei

O jogo

O Sada Cruzeiro contou com o apoio de mais de 4,8 mil no Divino Braga e foi pra cima dos italianos. No primeiro set, a equipe celeste abriu vantagem logo no início e soube controlar a partida. O Lube claramente sentiu a pressão, o que ocasionou uma chuva de erros de recepção, e principalmente, de saque. Em toda a partida, foram 34 pontos entregues, de graça, aos cruzeirenses.

No segundo set, os italianos até tentaram abrir vantagem no placar, mas de novo, erros constantes nos saques entregaram pontos ao Cruzeiro. A dupla Wallace e Miguel Lopez foram os maiores pontuadores do Sada.

Já Simon, do Trentino, sofreu com a pressão da torcida celeste. O atleta teve uma saída conturbada do Cruzeiro e os torcedores mostraram a insatisfação com muitas vaias em posse de bola.

A noite era para os donos da casa! Uma partida impecável, em todos os fundamentos, garantiu o quarto título para o Sada Cruzeiro.

“De piores a melhores do mundo em uma semana”

Ao fim da partida, Rodriguinho falou sobre seu segundo título mundial e também desabafou após a equipe cruzeirense chegar ao torneio sob críticas de parte da torcida. “Na primeira participação estava mais de coadjuvante, e hoje, pude contribuir mais efetivamente. Fico muito feliz! Esse título é muito importante. [Time] Desacreditado por muita gente. [Fomos] De piores a melhores do mundo em uma semana, só isso”, disse ao jornal “O Tempo”.

Classificação final

Cruzeiro
Lube (ITA)
Trentino (ITA)
Vôlei Natal
UPCN (ARG)
Sirjan Foolad (IRA)
Classificação final do Mundial de Clubes de Vôlei masculino 2021

Sada Cruzeiro – Fernando Cachopa, Wallace, Rodriguinho, López, Isac, Otávio, e o líbero Lukinha. Entrou Cledenilson. Técnico – Filipe Ferraz

Lube Civitanova – De Cecco, Anzani, Lucarelli, Garcia, Simon, Herrera e o líbero Balaso. Entraram Kovar, Sottile, Marchisio, Zaytsev. Técnico – Gian Lorenzo Blengini

Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Conteúdo patrocinado: