Vitrine de loja
(Imagem Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

Impulsionados com as festas de fim de ano, os setores de comércio e serviços lideraram as contratações por carteira assinada em Betim no mês de novembro, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na última semana, pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

O município criou 809 postos de emprego formal em novembro, sendo este o quinto melhor resultado no ano (11 meses). Foram 4.342 admissões e 3.482 desligamentos. O comércio foi responsável por 56% dos postos criados, com 483, seguido pelo setor de serviços, com 375 vagas abertas. Já a construção civil registrou a perda de 5 postos no mês.

Show more

Indústria

Outro destaque é em relação ao setor industrial, que vem registrando baixos desempenhos nos últimos meses. Em novembro foram apenas 8 postos de trabalho abertos na cidade.

crise de abastecimento de insumos segue causando prejuízos ao setor, que dos últimos cinco meses, três deles tiveram mais demissões do que admissões, resultando em 330 postos fechados no período.

MêsSaldo
Julho– 69
Agosto94
Setembro– 201
Outubro– 162
Novembro8
Saldo da indústria na geração de empregos nos últimos 5 meses

Acumulado do ano

No acumulado de 2021, o saldo geral em Betim é positivo, com 9.341 vagas criadas no período de janeiro a novembro. Foram 49.533 contratações e 40.192 demissões.

Admissões49.533
Demissões40.192
Saldo9.341
Saldo da geração de emprego formal de janeiro a novembro de 2021 em Betim. Dados ajustados até 28.dez.2021. Fonte: Caged/Ministério do Trabalho e Previdência

Brasil

O Brasil gerou 324.112 postos de trabalho em novembro deste ano, resultado de 1.772.766 admissões e de 1.448.654 desligamentos de empregos com carteira assinada. No acumulado de 2021, o saldo positivo é de 2.992.898 novos trabalhadores no mercado formal.

Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Parque Industrial de Betim

Log lança novo parque industrial em Betim

Empreendimento localizado entre as rodovias BR-381 e BR-262 possui 6 milhões de metros quadrados e 160 lotes industriais; Vilma Alimentos, Belgo Bekaert e o Grupo Buzatto’s já atuam no local
Conteúdo patrocinado: