Seringa e vacina contra a gripe influenza
(Imagem Arquivo/Tomaz Silva/Agência Brasil)

As Unidades Básicas de Saúde em Betim estão sem a vacina contra a gripe (influenza). Isso acontece porque, desde o fim do ano, uma variante do vírus da influenza, chamada de H3N2, vem provocando um aumento nos atendimentos médicos em todo o país.

Embora a vacina disponível na rede pública não seja a específica para a nova cepa, a imunização contra outros tipos de gripe contribui para a redução dos atendimentos hospitalares.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde disse que o município pediu novas remessas e aguarda o envio pelo Governo de Minas. A Secretaria Estadual de Saúde ainda não retornou nosso contato.

Também procurado, o Ministério da Saúde informou que foram enviadas 80 milhões de doses de vacinas aos estados, de forma proporcional, e que a pasta já iniciou as tratativas para aquisição de imunizantes para a Campanha Nacional de Vacinação de 2022.

A campanha de 2021 terminou no dia 30 de novembro, mas devido à baixa cobertura vacinal, o imunizante continuou disponível nos postos de saúde.

Variante da influenza

O H3N2 é uma variante do vírus Influenza A, que é um dos principais responsáveis pela gripe comum e pelos resfriados, sendo facilmente transmitido entre pessoas por meio de gotículas liberadas no ar quando a pessoa gripada tosse ou espirra.

Os sintomas são febre alta no início do contágio, inflamação na garganta, calafrios, perda de apetite, irritação nos olhos, vômito, dores articulares, tosse, mal-estar e diarreia, principalmente em crianças.

O Ministério da Saúde recomenda que as pessoas que apresentarem sintomas gripais deverão procurar atendimento médico na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência (veja endereços das UBSs em Betim).

Mesmo com letalidade menor que a Covid-19, o H3N2 tem mais chances de evoluir para casos graves em grupos de risco (crianças, idosos, gestantes e indivíduos com comorbidades). A propagação do vírus pode ter relação com a baixa cobertura vacinal contra a gripe e com a flexibilização das medidas de restrição e prevenção adotadas contra a Covid-19.

Ampliação dos atendimentos

Após o aumento na demanda por atendimentos de pessoas com sintomas respiratórios, a Prefeitura de Betim informou que irá ampliar o quadro de pediatras e clínicos nas unidades de saúde do município.

Segundo comunicado, as equipes de Saúde da Família irão priorizar o atendimento de pacientes com sintomas gripais. O quadro médico de clínicos e pediatras será ampliado nas unidade de pronto-atendimento (UPAs) do Teresópolis e Guanabara. Já no Hospital Regional, o município disse que aumentou os leitos clínicos respiratórios de pediatria de dez para 28.

Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Miss Betim Gay

Inscrições para o 6º Miss Betim Gay vão até dia 20 de junho

A coroação está prevista para acontecer no dia 30 de julho, ainda sem local definido
Vista aérea da região central de Betim (Imagem prefeitura de Betim Divulgação)

Feriado de Tiradentes: o que abre e o que fecha em Betim

Bancos, lojas, serviços e o transporte público terão o funcionamento alterado nesta quinta e sexta-feira
Carro em chamas no bairro Jardim das Alterosas, em Betim (MG)

Carro fica destruído após pegar fogo no bairro Jardim das Alterosas, em Betim

De acordo com o Corpo de Bombeiros, que atendeu a ocorrência, ninguém estava no automóvel
torneira em cozinha

Betim e outras 6 cidades da Grande BH ficam sem água neste domingo

Por falta de energia, Copasa vai suspender o abastecimento em bairros de Betim, Brumadinho, Ibirité, Igarapé, Mario Campos, São Joaquim de Bicas e Sarzedo; Serviço deverá ser normalizado no decorrer da noite
Conteúdo patrocinado: