Seringa e vacina contra a gripe influenza
(Imagem Arquivo/Tomaz Silva/Agência Brasil)

As Unidades Básicas de Saúde em Betim estão sem a vacina contra a gripe (influenza). Isso acontece porque, desde o fim do ano, uma variante do vírus da influenza, chamada de H3N2, vem provocando um aumento nos atendimentos médicos em todo o país.

Embora a vacina disponível na rede pública não seja a específica para a nova cepa, a imunização contra outros tipos de gripe contribui para a redução dos atendimentos hospitalares.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde disse que o município pediu novas remessas e aguarda o envio pelo Governo de Minas. A Secretaria Estadual de Saúde ainda não retornou nosso contato.

Também procurado, o Ministério da Saúde informou que foram enviadas 80 milhões de doses de vacinas aos estados, de forma proporcional, e que a pasta já iniciou as tratativas para aquisição de imunizantes para a Campanha Nacional de Vacinação de 2022.

A campanha de 2021 terminou no dia 30 de novembro, mas devido à baixa cobertura vacinal, o imunizante continuou disponível nos postos de saúde.

Variante da influenza

O H3N2 é uma variante do vírus Influenza A, que é um dos principais responsáveis pela gripe comum e pelos resfriados, sendo facilmente transmitido entre pessoas por meio de gotículas liberadas no ar quando a pessoa gripada tosse ou espirra.

Os sintomas são febre alta no início do contágio, inflamação na garganta, calafrios, perda de apetite, irritação nos olhos, vômito, dores articulares, tosse, mal-estar e diarreia, principalmente em crianças.

O Ministério da Saúde recomenda que as pessoas que apresentarem sintomas gripais deverão procurar atendimento médico na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência (veja endereços das UBSs em Betim).

Mesmo com letalidade menor que a Covid-19, o H3N2 tem mais chances de evoluir para casos graves em grupos de risco (crianças, idosos, gestantes e indivíduos com comorbidades). A propagação do vírus pode ter relação com a baixa cobertura vacinal contra a gripe e com a flexibilização das medidas de restrição e prevenção adotadas contra a Covid-19.

Ampliação dos atendimentos

Após o aumento na demanda por atendimentos de pessoas com sintomas respiratórios, a Prefeitura de Betim informou que irá ampliar o quadro de pediatras e clínicos nas unidades de saúde do município.

Segundo comunicado, as equipes de Saúde da Família irão priorizar o atendimento de pacientes com sintomas gripais. O quadro médico de clínicos e pediatras será ampliado nas unidade de pronto-atendimento (UPAs) do Teresópolis e Guanabara. Já no Hospital Regional, o município disse que aumentou os leitos clínicos respiratórios de pediatria de dez para 28.

 

Comunicar erro • Princípios editoriais 

Mais do Agenda Betim

Tarifa do transporte público de Betim passa a custar R$ 5,95

Outras tarifas também foram alteradas. O valor para o transporte escolar foi a R$ 4,10 e o vale social para R$ 5,50.
Vista aérea sobre a avenida Edmeia Mattos Lazzarotti, região Central de Betim (MG)

Frente fria pode provocar chuvas isoladas ainda nesta semana em Betim

Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu um alerta, até as 10h de quinta-feira, para ‘chuvas intensas’.
Cascata artificial próximo à Praça Milton Campos, em Betim. Ao fundo, Casa da Cultura de Betim. Sobre a imagem: 2024.

Calendário 2024 de feriados e pontos facultativos em Betim

Neste ano, serão 12 dias de feriado e 11 de ponto facultativo, de acordo com o calendário oficial de Betim. Veja datas.
Agentes de combate a endemias em Betim (MG)

Inscrições de processo seletivo para agentes de saúde em Betim começam dia 10

Município pretende contratar 109 agentes comunitários de saúde, 110 agentes de combate às endemias e dez supervisores de campo. Os vencimentos são de R$ 2.824 e R$ 3.051,84.