Vista aérea do Polo Automotivo da Fiat em Betim (Imagem Fiat/Divulgação)
Vista aérea do Polo Automotivo da Fiat em Betim (Imagem Fiat/Divulgação)
Vista aérea do Polo Automotivo da Fiat em Betim (Imagem Fiat/Divulgação)
Vista aérea do Polo Automotivo da Fiat em Betim (Imagem Fiat/Divulgação)

A falta de componentes eletrônicos voltou a provocar a suspensão das atividades em parte do Polo Automotivo da Fiat, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Na segunda-feira (2), trabalhadores de um dos turnos entraram em período de lay-off por dez dias.

De acordo com a Stellantis, a decisão tem o objetivo de “ajustar o volume de produção à disponibilidade de peças”. A empresa também afirma que vem “trabalhando intensamente junto aos nossos fornecedores, para mitigar o impacto da escassez mundial de componentes”.

O Polo Automotivo de Betim é responsável pela produção dos modelos Mobi, Uno, Argo, Strada, Grand Siena e Doblò. Em outras duas oportunidades neste ano a produção no polo de Betim ficou comprometida em razão da dificuldade da indústria em fornecer os componentes eletrônicos.

Um desequilíbrio na oferta dos semicondutores, utilizados em produtos eletrônicos, vem afetando a produção em fábricas do mundo inteiro.

Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Parque Industrial de Betim

Log lança novo parque industrial em Betim

Empreendimento localizado entre as rodovias BR-381 e BR-262 possui 6 milhões de metros quadrados e 160 lotes industriais; Vilma Alimentos, Belgo Bekaert e o Grupo Buzatto’s já atuam no local
Conteúdo patrocinado: