Também estamos nas redes

Faça sua busca

Primeiro satélite 100% brasileiro será lançado no fim de fevereiro

O satélite faz parte da chamada Missão Amazônia, criada para fornecer dados de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento, especialmente na região amazônica

O satélite Amazônia-1, o primeiro de observação da Terra projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil, será lançado no dia 28 de fevereiro, à 1h54 (horário de Brasília). O Amazônia-1 será lançado na missão PSLV-C51, da agência espacial indiana Indian Space Research Organisation (ISRO), às 10h24 (horário da Índia).

O satélite faz parte da chamada Missão Amazônia, criada para fornecer dados de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento, especialmente na região amazônica. A missão também vai monitorar a agricultura em todo o território nacional com alta taxa de revisita, buscando atuar em sinergia com os programas ambientais existentes.

Esse será o terceiro satélite brasileiro de sensoriamento remoto em operação junto ao CBERS-4 e ao CBERS-4A. Esses dois últimos foram desenvolvidos pelo Brasil em parceria com a China. O Amazônia-1 tem seis quilômetros de fios e 14 mil conexões elétricas. Trata-se de um satélite de órbita Sol síncrona (polar) que gerará imagens do planeta a cada cinco dias. Ele é capaz de observar uma faixa de aproximadamente 850 km, com 64 metros de resolução.

A vida útil do Amazônia-1 é de quatro anos. A missão ainda prevê o lançamento de mais dois satélites, o Amazônia-1B e o Amazônia-2.

“A Missão Amazônia irá consolidar o conhecimento do Brasil no desenvolvimento integral de uma missão espacial utilizando satélites estabilizados em três eixos, visto que os satélites de sensoriamento remoto anteriores foram desenvolvidos em cooperação com outros países”, afirmou o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em nota.

“A indústria espacial brasileira terá ganho herança de voo nos equipamentos fabricados para o satélite, o que abre perspectivas para fornecimento a outros países e agências espaciais”, acrescentou o instituto.

O Amazonia 1 é o primeiro satélite de Observação da Terra completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil (Imagem Inpe - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais)
O Amazonia 1 é o primeiro satélite de Observação da Terra completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil (Imagem Inpe – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais)

Por Agência Brasil

Apoiar o jornalismo local não custa nada.
Se esta matéria foi interessante para você, compartilhe em suas redes sociais.

 

Quer sugerir uma reportagem? Entre em contato conosco.

Viu alguma informação incorreta ou erro ortográfico em nossos textos? Avise-nos.

Continue navegando. Tem mais conteúdo para você logo abaixo 😉

 

Você está na editoria:

Comentários

+ lidas

Betim

Na última terça-feira (16), uma adutora da Copasa foi desativada após uma represa particular transbordar; Sete bairros de Betim enfrentam racionamento de água até...

Betim

Com a normalização, a empresa suspendeu o rodízio que durou uma semana em sete bairros da cidade

Saúde

A vacinação será em domicílio e as equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS) entrarão em contato com os idosos para agendar o atendimento

Betim

Portaria foi publicada no último dia 6 no Órgão Oficial do Município; Além de coordenar operações nas vias públicas, a instituição passa, também, a...

Betim

Empresa disse que nova adutora, construída após represa particular transbordar e afetar sua rede de distribuição, entrará em operação no final da noite desta...

Saúde

Casos confirmados desde o início da pandemia somam 17.716; Mortes em decorrência da doença chegam a 456

Saúde

Casos confirmados desde o início da pandemia somam 17.885; Mortes em decorrência da doença chegam a 462

Saúde

Casos confirmados desde o início da pandemia somam 17.749; Mortes em decorrência da doença chegam a 461

Publicidade