teste rápido covid
(Imagem Leopoldo Silva/Agência Senado)

Betim registrou nesta quarta-feira (24), mais dez óbitos e oito casos confirmados de Covid-19, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. Com isso, desde o início da pandemia, são 583 vidas perdidas e 19.813 casos registrados oficialmente.

Entre as pessoas que estão com o vírus ativo, 660 passam por isolamento domiciliar e outras 73 estão internadas na rede pública de saúde. Ao todo, 18.497 pessoas estão recuperadas.

Covid-19 em Betim (24/03/2021)

  • 95.970 notificações de síndrome gripal (+ 1.003 novos);
  • 31.355 casos descartados para o coronavírus;
  • 19.813 confirmações (18.497 recuperados, 660 em acompanhamento, 73 internados e 583 óbitos);

VEJA MAIS:  ‘O cenário que nós temos da pandemia é crítico’, diz secretário adjunto da Saúde de Betim

Com a última atualização feita ontem (23), a taxa de ocupação em leitos de UTI estava em 94%. Todos os leitos de enfermaria estavam ocupados, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

Vacinação

A Prefeitura de Betim amplia, nesta semana, a vacinação contra a covid-19 para idosos de 73 a 77 anos. O município recebeu na segunda-feira (22), um novo lote de vacinas com 5.700 doses que serão usadas nesta etapa da vacinação, possibilitando que 5.629 pessoas nessa faixa de idade sejam vacinadas, de acordo com as estimativas do SUS.

(Imagem Leopoldo Silva/Agência Senado)
Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Vacina CoronaVac

Covid-19: Betim se aproxima de 900 mil doses de vacinas aplicadas

Mais de 77% dos moradores completaram o ciclo vacinal, de acordo com o ‘vacinômetro’ da Secretaria Municipal de Saúde
vacina contra a covid-19

Vacina contra a Covid segue disponível nas unidades de saúde em Betim

Moradores que estão com doses em atraso podem atualizar o esquema vacinal das 9h às 17h
Marcelo Queiroga

Covid-19: ministro oficializa fim de emergência sanitária

O fim da emergência de saúde pública terá um prazo de transição de 30 dias, para adequação dos governos federal, estaduais e municipais, ou seja, a portaria passa a valer em 22 de maio
Marcelo Queiroga em entrevista coletiva no Ministério da Saúde

Ministro detalha motivos para decretar fim da emergência sanitária

O ministro garantiu que haverá um período de transição, e que mesmo com o fim da emergência sanitária “nenhuma política de saúde será interrompida”
Conteúdo patrocinado: