Prédio do Ipremb e centro de Betim ao fundo (Imagem PMB Divulgação)
(Imagem PMB/Divulgação)

Um novo Projeto de Lei (PL) em Betim, aprovado na Câmara, obriga os condomínios residenciais e comerciais a comunicar aos órgãos de segurança pública a ocorrência ou indícios de episódios de violência doméstica e familiar.

Pelo texto do PL 384/2021, de autoria do vereador Zezinho do Carmo (PTB), os síndicos deverão comunicar às autoridades, imediatamente, a ocorrência ou indícios de episódios de violência doméstica e familiar contra mulheres, crianças, adolescentes ou idosos em suas unidades condominiais ou nas áreas comuns.

Ainda segundo o texto, os condomínios deverão afixar, nas áreas de uso comum, cartazes, placas ou comunicados divulgando a Lei e incentivando os condôminos a notificarem o síndico e/ou administrador quando tomarem conhecimento da ocorrência ou de indícios de episódios de violência doméstica ou familiar no interior do condomínio.

Em caso de descumprimento, o PL define penalidades administrativas, sendo advertência para o condomínio, em caso de primeira autuação e, a partir da segunda autuação, multa. O projeto não define, no entanto, o valor dessa multa e/ou a destinação dos recursos (cabendo ao Poder Executivo estabelecer durante a regulamentação da lei). O texto segue agora para sanção ou veto do prefeito Vittorio Medioli (sem partido).

 

Comunicar erro • Princípios editoriais 

Mais do Agenda Betim

Assista à íntegra da 2ª reunião ordinária na Câmara de Betim

Vereadores se reuniram em sessão ordinária nessa sexta-feira (16.fev).
Fachada do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em Belo Horizonte

Mudanças na Lei do ICMS da Educação voltam à pauta nesta semana

Prefeitos de cidades da Grande BH se reúnem no Tribunal de Justiça para destacar que nova legislação, aprovada no ano passado, prejudica municípios mais populosos com a distribuição de recursos; Lei também será tema em audiência na ALMG.