Sala de aula
Foto de arquivo: Gil Leonardi/Imprensa MG)
Sala de aula
Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)

Na manhã desta quarta-feira (28), o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) realizou novo Conselho Geral com a categoria, e deliberou pela realização de Greve Sanitária por tempo indeterminado a partir de segunda-feira (2).

A coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, professora Denise Romano, explica as motivações da greve. “A Rede Estadual de Minas não apresenta segurança sanitária nas escolas para um retorno presencial, o processo de vacinação no Estado não garantiu a imunização completa com a segunda dose na categoria e as crianças e adolescentes sequer têm um cronograma de vacinação. Essa greve sanitária se faz necessária para defender a vida da categoria, dos estudantes e das comunidades escolares.”

O Sindicato destaca que a Greve Sanitária por tempo indeterminado será realizada nas regiões onde houver a convocação presencial, mas, o ensino remoto continuará a ser prestado aos estudantes. A greve também se aplica nas Superintendências Regionais de Ensino (SRE’s) e Órgão Central, com a manutenção do trabalho remoto.

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) informou que vai acompanhar a adesão ao movimento nas escolas estaduais, mas reiterou que o processo de retomada das atividades presenciais segue planejado com todo cuidado e segurança.

Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Educação de Jovens e Adultos em Betim

Encceja 2022: veja as datas do exame de certificação para Jovens e Adultos

O Encceja afere competências, habilidades e saberes de jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental ou médio na idade adequada
Conteúdo patrocinado: