Também estamos nas redes

Faça sua busca

Economia

Bandeira vermelha 2: Contas de luz ficarão mais caras em junho

O mês de junho vai começar com os principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional em níveis mais baixos do que o ideal para esta época do ano, o que tende a significar redução da geração de energia por hidrelétricas e o aumento da geração por termelétricas, o que encarece o custo da produção

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou na noite desta sexta-feira (28) que a bandeira vermelha, no patamar 2, será acionada no mês de junho. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,06243 para cada quilowatt-hora kWh consumido, fazendo com que as contas de luz fiquem mais caras.

Segundo nota da Aneel, o mês de maio foi o primeiro da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN) e registrou “condições hidrológicas desfavoráveis”. Nesta sexta-feira, o Sistema Nacional de Meteorologia emitiu um alerta conjunto de emergência hídrica para a área da Bacia do Paraná, que abrange os estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná. 

Linhas de transmissão de energia, energia elétrica
(Imagem Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O mês de junho vai começar com os principais reservatórios do SIN em níveis mais baixos do que o ideal para esta época do ano, o que tende a significar redução da geração de energia por hidrelétricas e o aumento da geração por termelétricas, o que encarece o custo da produção.

“Essa conjuntura pressiona os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto de prazo (PLD), levando à necessidade de acionamento do patamar 2 da Bandeira Vermelha. O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada”, informa a nota.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado pela Aneel e sinaliza o custo real da energia gerada. Segundo a agência, a as cores verde, amarelo e vermelho (nos patamares 1 e 2) indicam ao consumidor se a energia custará mais ou menos em função do custo da geração e possibilitará que ele tome medidas para economizar no consumo ou efetuar um consumo mais consciente.

*Com informações da Agência Brasil.


Apoiar o jornalismo local não custa nada.
Se esta matéria foi interessante para você, compartilhe em suas redes sociais.

Banner newsletter Agenda Betim

 


Quer sugerir uma reportagem? Entre em contato conosco.

Viu alguma informação incorreta ou erro ortográfico em nossos textos? Avise-nos.

Continue navegando. Tem mais conteúdo para você logo abaixo 😉

 

Comentários

+ lidas

Cidade

Em comunicado nas redes sociais, Prime Show anuncia encerramento em definitivo de suas atividades. Cenário causado pela pandemia continua incerto para o setor de...

Cidade

Nesta segunda-feira, a temperatura mínima chegou aos 11ºC durante a madrugada, e a máxima não deve passar dos 24ºC, no período da tarde, de...

Saúde

A ampliação para estes grupos, no entanto, depende de novas remessas de vacinas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG)

Cidade

Prefeitura também definiu as datas de entrega das Unidades Básicas de Saúde Nossa Senhora de Fátima e Celso Pedrosa

Saúde

Desde o início da pandemia, são 1.312 óbitos e 30.245 confirmações da infecção

Cidade

O frio deve continuar nos próximos dias na cidade. A mínima prevista para quinta é de 10ºC, e deve cair ainda mais na sexta...

Cidade

De acordo com a Prefeitura de Betim, os funcionários acionaram a Polícia Militar (PM), na manhã de hoje, após chegarem para trabalhar e identificarem...

Política

Em uma nota divulgada nas redes sociais, Vittorio agradece os dirigentes do partido e diz que continuará 'dedicar com afinco, experiência e boa vontade,...

Publicidade