Vista aérea da região central de Betim (Imagem prefeitura de Betim Divulgação)
(Imagem Prefeitura de Betim/Divulgação)

As admissões no mês de março em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, superaram as demissões com carteira assinada em 1.804 postos de trabalho. Foram 5.283 contratações e 3.479 desligamentos, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (28), pelo Ministério da Economia.

O saldo também ficou positivo no acumulado do ano. Foram 14.754 contratações e 9.735 demissões, tendo saldo de 5.019 postos neste ano em Betim.

Vista aérea da região central de Betim (Imagem prefeitura de Betim Divulgação)
(Imagem Prefeitura de Betim/Divulgação)

Minas Gerais

O saldo no mês de março em Minas Gerais ficou em 35.592 postos de trabalho. Foram 181.792 admissões e 146.200 demissões. No ano, são 108.109 empregos gerados.

O setor de serviços liderou com 12.950 vagas, seguido pela indústria, com 7.246 contratações e construção, com 6.243 vagas abertas em março.

Brasil

Ainda segundo os dados do Caged, no mês de março foram criados 184.140 postos de trabalho em todo o Brasil, sendo 1.608.007 contratações e 1.423.867 desligamentos. No acumulado de 2021, são 837.074 postos criados, sendo resultado de 4.940.568 admissões e 4.103.494 demissões.

Setores em destaque

Na divisão por ramos de atividade, o setor de serviços foi responsável pela abertura de 95.553 postos, seguida pela indústria, com 42.150 novos postos, e construção, com 25.020 vagas.

O que é Caged
O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) foi criado como registro permanente de admissões e dispensa de empregados, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). É utilizado pelo Programa de Seguro-Desemprego, para conferir os dados referentes aos vínculos trabalhistas, além de outros programas sociais.

Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Parque Industrial de Betim

Log lança novo parque industrial em Betim

Empreendimento localizado entre as rodovias BR-381 e BR-262 possui 6 milhões de metros quadrados e 160 lotes industriais; Vilma Alimentos, Belgo Bekaert e o Grupo Buzatto’s já atuam no local
Conteúdo patrocinado: