Também estamos nas redes

Faça sua busca

Escrita Subjetiva

O próximo passo

É aquela velha desculpa para não fazer o que se deve fazer ou para justificar o que não foi feito. Estamos tão acostumados a culpar os outros por tudo que por diversas vezes esquecemos de avaliar de quem de fato é a culpa ou a maior parte dela.

Os outros são sempre os culpados, os inimigos, os corruptos, os imundos, os indignos, os errados, enquanto nós somos aquela porção hipócrita da sociedade e de nós mesmos. Sim, hipócritas! Colocamos os pecados, os erros dos outros sob a luz do holofote para esconder os nossos. Estamos sempre dispostos a nos colocar acima de tudo e de todos como se nós fossemos isentos de alguma mazela.

Nós gostamos de fazer parecer que não temos pecados, dores, sofrimentos, máscaras (que a gente insiste em usar) como se fossemos mesmo superiores uns aos outros. O que claramente não somos.

Esses dias fui fazer uma atividade da faculdade e estava pedindo um mapeamento de quem eu sou hoje e quem eu quero ser amanhã. Pedia para que eu fizesse uma lista de tudo sobre mim, qualidades, defeitos, erros, acertos, as coisas boas e as ruins, enfim… Era para dimensionar TUDO que sou, que faço e que tenho hoje e dimensionar tudo que eu quero ser, fazer e ter no futuro (amanhã).

Eu fiquei chocada ao descobri que o meu maior e pior inimigo sou eu mesma.

Que a pessoa responsável pelo meu sucesso ou fracasso sou eu. Que quem tem boa parte da culpa das coisas erradas sou eu. Que quem tem que escolher entre o certo e o errado para a minha vida sou eu e mais ninguém. Eu posso me aconselhar com pessoas mais experientes, mais sábias do que eu em diversos assuntos, posso analisar estatísticas, dados e fatos, posso orar e buscar uma direção de Deus, mas quem vai decidir no final das contas (e tem liberdade para isso) sobre a minha vida sou eu. Nossa, que coisa mais óbvia! Sim, é óbvia! Mas a gente ignora. Pelo menos eu ignorei e por muito tempo. Descobri que o pior que eu estava vendo no outro e que tanto julgava nada mais era do que um reflexo de mim mesma.

Sim! A gente projeta nos outros sucessos, fracassos, carências, expectativas, defeitos, pecados, orgulho, e outras coisas que muita das vezes está em nós, mas não queremos admitir.

Quem quer admitir que não passa de um sepulcro caiado? Por fora lindo, perfeito e por dentro apodrecido. Quem quer se expor? Nessa hora o medo e a vergonha falam mais alto, né? O medo de ser julgado como a gente julgou, humilhado como a gente humilhou, de ser ridicularizado como a gente fez com os outros. A vergonha de estar exposto pra todo mundo ver quem de fato nós somos e ver nossas feridas, nossas mentiras, nossa hipocrisia, nossas dores, nossas falhas e principalmente nossa humanidade (o pior dela).

Ninguém é perfeito por mais que queira ou tente ser. Somos humanos, somos falhos, mas também somos seres capazes de mudar, de nos transformar na nossa melhor versão. Não se iluda porque a mudança de verdade não acontece da noite para o dia e costuma doer.

As feridas para serem curadas precisam de tratamento e ainda que o procedimento seja doloroso o resultado é a cura. As mudanças tem que acontecer de dentro pra fora e elas mexem com toda a estrutura do nosso ser. E costuma doer porque somos confrontados na intimidade do nosso coração, da nossa alma. Mas nós podemos nos concentrar na dor do processo ou no resultado.

O livre arbítrio é pra isso mesmo para escolher entre viver e morrer, amar ou ser indiferente, ferir ou curar, reconhecer a fraqueza e mudar ou permanecer na soberba, ser liberto ou continuar preso, ser amável ou ser amargo, ser a sua pior ou melhor versão só depende de você mesmo.

Nós podemos mudar! Nós podemos ser melhores e fazer o melhor. Viver um dia de cada vez e nos empenhar para promover o nosso próprio sucesso e o sucesso do outro. Não somos maiores, nem menores, apenas diferentes uns dos outros e nossas diferenças nos tornam únicos.

Para sermos a nossa melhor versão é preciso se perdoar e perdoar o outro, amar a si mesmo para enfim amar o outro, reconhecer as próprias fragilidades, as áreas vulneráveis e se permitir ser fortalecido com a ajuda de outras pessoas (mas é das pessoas certas, viu?).

Não basta querer ser o melhor, é preciso ter atitudes que te impulsionam, que te levem a ser uma pessoa melhor. Quando nós nos despimos do “velho eu” e nos dispomos a fazer um “detox” na alma e na vida (em todos os aspectos) é nesse ponto que a transformação acontece. Então, a mudança para uma vida melhor deixa de ser apenas um sonho para se tornar realidade.

Tudo é uma questão de escolha. Você já sabe o que escolheu no passado e não vive mais lá, então, o que vai escolher daqui pra frente?


Paloma Moreira

Oi! Sou a criadora do blog Escrita Subjetiva! Neste blog eu expresso ideias e experiências de vida por meio das palavras. Para ler sobre outros temas basta acessar o link ou continue aqui na Coluna Escrita Subjetiva no Agenda Betim.

Boa leitura!

*Conteúdo de responsabilidade do autor.


Apoiar o jornalismo local não custa nada.
Se esta matéria foi interessante para você, compartilhe em suas redes sociais.

Banner newsletter Agenda Betim

 


Quer sugerir uma reportagem? Entre em contato conosco.

Viu alguma informação incorreta ou erro ortográfico em nossos textos? Avise-nos.

Continue navegando. Tem mais conteúdo para você logo abaixo 😉

 

Comentários

+ lidas

Saúde

Pessoas de 59 anos, as que possuem deficiência permanente (independente da idade), com comorbidades (40 a 49 anos), motoristas do transporte de passageiros (vans,...

Cidade

O ônibus conta com uma câmera suspensa a 12 metros, com ângulo de 360º. Além disso, outras quatro câmeras estão instaladas na parte externa

Saúde

Cerca de 19 mil alunos deverão ser vacinados no município. Decisão de priorizar este público, antes das pessoas mais expostas ao coronavírus, não é...

Saúde

Nesta primeira etapa, a imunização será com os alunos da rede municipal de ensino dos 7º, 8º e 9º ano do ensino fundamental.

Grande BH

Cerca de 3,2 mil famílias em situação de vulnerabilidade social das cidades de Betim, Sarzedo e Ibirité serão beneficiadas

Cidade

Caso a decisão não seja cumprida, o município poderá pagar uma multa de R$ 500 por cada dose da vacina aplicada.

Mercado de Trabalho

Inscrições são feitas pela internet. Há vagas para auxiliar, ajudante, técnico de planejamento, eletricista, conferente, caseiro, entre outras

Saúde

Foram treze registros nas últimas 24 horas, de acordo com o balanço da Secretaria Municipal de Saúde. No mesmo período, 108 casos foram confirmados....

Publicidade