Vereadores de Betim em reunião ordinária
Vereadores de Betim em reunião ordinária nesta terça-feira (17.mai.2022) – Foto: Jonathan Pires/Câmara Municipal de Betim

Os vereadores de Betim aprovaram a versão final de um Projeto de Lei (PL 354/2021) que visa incluir nos sites oficiais das empresas sediadas na cidade links para o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) municipal e estadual.

Esses links deverão estar presentes em páginas e perfis nas redes sociais, aplicativos, blogs e websites. Para Gregório Silva (PROS), autor do projeto, a medida visa “contribuir para a garantia e proteção dos direitos dos consumidores”.

Durante a tramitação na Câmara, o PL recebeu o parecer contrário da Comissão de Legislação, Justiça e Redação, alegando que a norma compete privativamente ao prefeito e que o Poder Público está intervindo indevidamente em atividades privadas. Esse parecer foi rejeitado pelos vereadores.

Já a Comissão de Desenvolvimento Econômico, em seu parecer favorável, reforçou que a medida vai dar a “garantia dos direitos dos consumidores betinenses que, muitas das vezes, são lesados por falta de conhecimento ou informação”.

Seguindo justificativa semelhante, a Comissão de Participação Popular, Ouvidoria e Comunicação também deu parecer favorável, reforçando o aumento no uso dos canais digitais para a venda e contratação de produtos e serviços.

O projeto segue agora para sanção ou veto do prefeito Vittorio Medioli (sem partido). Caberá ao Executivo, ao regulamentar a Lei, definir penalidades em casos de descumprimentos.

Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Volta às aulas em escola de Betim

Medioli veta merenda para alunos de baixa renda durante férias escolares em Betim

Projeto de Lei obrigava o Município a oferecer um cardápio similar ao ofertado durante o ano letivo na rede municipal aos estudantes de baixa renda; Prefeito justificou que proposição gera gastos não previstos na Lei Orgânica
Vereadores de Betim em reunião ordinária na Câmara

Projeto que proíbe canudos de plástico em Betim é aprovado na Câmara

Texto segue para sanção ou veto do prefeito Vittorio Medioli. Se sancionado, bares, restaurantes, lanchonetes, padarias e demais atividades comerciais terão 90 dias para se adequarem à Lei
Conteúdo patrocinado: