Leito de CTI do Cecovid-4, no Centro Materno-Infantil (Imagem PMB)
Leito de CTI do Cecovid-4, no Centro Materno-Infantil (Imagem Arquivo/PMB)
Cecovid-4 Betim (Imagem Agenda Betim)
Cecovid-4 Betim (Imagem Agenda Betim)

A Prefeitura de Betim anunciou nesta segunda-feira (8), a ativação de 25 leitos hospitalares nas unidades destinadas ao tratamento de pacientes com a Covid-19. O Hospital de Campanha receberá 15 leitos de enfermaria, e o Cecovid-4, receberá dez leitos de CTI.

Na última semana, o Agenda Betim revelou que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) utilizava como referência para o cálculo da taxa de ocupação, a capacidade instalada nos dois Centros de Cuidados Intensivos (Cecovids), e não dos leitos ativos e disponíveis para os pacientes, causando distorções sobre a real situação no município.

O Hospital de Campanha (Cecovid-2) tem capacidade instalada de 115 leitos de clínicos/enfermaria e outros cinco de CTI, mas possui somente 45 leitos clínicos ativos. O Centro de Cuidados Intensivos (Cecovid-4), localizado no Centro Materno-infantil, tem capacidade instalada para 100 leitos de CTI, mas atualmente tem 70 leitos em operação.

De acordo com a Prefeitura, a SMS trabalha para agilizar o processo de operacionalização para abertura dos novos leitos. A estrutura já havia sido concluída anteriormente e os equipamentos instalados. Agora, a secretaria dá andamento à parte de recursos humanos. Os leitos serão abertos à medida que os profissionais se apresentarem ao trabalho. A expectativa é que até o final desta semana todos os 25 estejam em funcionamento.

Em transmissão nas redes sociais na tarde segunda-feira (8), o prefeito Vittorio Medioli (PSD) ressaltou que Betim tem capacidade instalada, mas a ampliação de leitos depende de credenciamento do Governo do Estado. Medioli cobrou repasses para a saúde, que segundo ele, estão atrasados.

Ocupação

De acordo com a última atualização da Secretaria Municipal de Saúde, os dois Centros de Cuidados para Covid-19 estão lotados. Dos 75 leitos de CTI ativos, 70 estão ocupados. Na enfermaria, a situação não é diferente, com 44 pacientes e apenas uma vaga disponível.

Reunião com prefeitos da Grande BH

Nesta segunda-feira (8), prefeitos de 21 municípios que fazem parte da Associação de Municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel), se reuniram para definir estratégias no enfrentamento da Covid-19 em conjunto. Betim não participou da reunião. Entre as medidas que serão adotadas, estão a proibição de venda de bebidas alcoólicas em bares e restaurantes, e um toque de recolher das 20h às 5h, a partir desta terça-feira (9).

Em nota, a Prefeitura de Betim, informou que o município não irá aderir à proposta deliberada pela Granbel. O município continuará colocando em prática o Plano Municipal de Enfrentamento à Covid-19.

Na última sexta-feira (5), um decreto reduziu o horário de funcionamento do comércio considerado não essencial em uma hora. Lojas de roupas, móveis, eletroeletrônicos, salões de beleza, entre outras, podem abrir das 10h às 16h. Restaurantes, bares e lanchonetes também tiveram o horário reduzido em uma hora, podendo funcionar das 10h às 20h. Shoppings, galerias e feiras-shoppings funcionam das 11h às 20h.

Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
vacina contra a covid-19

Vacina contra a Covid segue disponível nas unidades de saúde em Betim

Moradores que estão com doses em atraso podem atualizar o esquema vacinal das 9h às 17h
Conteúdo patrocinado: