Também estamos nas redes

Faça sua busca

Brasil

Câmara aprova criação de programa emergencial para setor de eventos

Projeto prevê parcelamento de débitos de empresas com o Fisco

Show dos Vencedores - Festival de Música Nacional FM 2019
(Imagem Arquivo/Marcello Casal Jr. Agência Brasil)

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (7) o projeto de lei que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse). O projeto prevê o parcelamento de débitos de empresas do setor de eventos com o Fisco federal, além de medidas para compensar a perda de receita em razão da pandemia de covid-19. A matéria segue para sanção presidencial. 

“Como nós sabemos, foi o primeiro setor que parou no país e, sem dúvida, será o último a ser retomado, o setor mais prejudicado no país, que afeta inclusive diversos outros, como os de serviço, limpeza, segurança, som, iluminação. E nós precisamos, como legisladores, atuar para garantir a sobrevivência do setor”, afirmou a relatora, deputada Renata Abreu (Podemos-SP).

Poderão aderir ao programa empresas de hotelaria em geral; cinemas; casas de eventos; casas noturnas; casas de espetáculos e empresas que realizem ou comercializem congressos, feiras, feiras de negócios, shows, festas, festivais, simpósios ou espetáculos em geral e eventos esportivos, sociais, promocionais ou culturais, além de entidades sem fins lucrativos. A relatora incluiu no texto aprovado buffets sociais e infantis como pertencentes ao setor de eventos.

O texto prevê alíquota zero  do PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) por 60 meses e a extensão, até 31 de dezembro de 2021, do Programa Emergencial de Acesso a Crédito (Peac) para as empresas do setor.

A regra geral prevê desconto de até 70% sobre o valor total da dívida e até 145 meses para pagar, exceto os débitos previdenciários, para os quais a Constituição limita o parcelamento em 60 meses. Podem ser parcelados débitos com a Receita Federal e com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Para custear os benefícios dados ao setor de eventos, o projeto destina, além dos recursos orçamentários e do Tesouro Nacional alocados, 3% do dinheiro arrecadado com as loterias administradas pela Caixa Econômica Federal e com a Lotex.

Os deputados aprovaram a inclusão feita no texto pelos senadores da criação de indenização para as empresas de eventos que tiveram perda superior a 50% do faturamento entre 2019 e 2020, limitada ao valor global de R$ 2,5 bilhões. O valor a receber por empresa será definido em regulamento e calculado com base no pagamento da folha de salários entre 20 de março de 2020 e o fim da emergência decorrente da pandemia, a ser definido pelo Ministério da Saúde.

Apoiar o jornalismo local não custa nada.
Se esta matéria foi interessante para você, compartilhe em suas redes sociais.


Acompanhe as últimas notícias de Betim também pelas redes sociais
Instagram
Facebook


Quer sugerir uma reportagem? Entre em contato conosco.

Viu alguma informação incorreta ou erro ortográfico em nossos textos? Avise-nos.

Continue navegando. Tem mais conteúdo para você logo abaixo 😉

 

Você está na editoria: Brasil

Comentários

+ lidas

Saúde

Prefeito disse enfrentar dificuldades na aquisição de medicamentos para internação de pacientes, tendo estoque para cerca de dez dias, e a situação afeta o...

Cidade

Prefeitura segue determinações do Governo de Minas para diminuir a propagação do coronavírus

Cidade

Internado há duas semanas, Pinduca segue se recuperando após contrair a Covid-19

Cidade

Todas as 36 Unidades Básicas de Saúde do município estarão abertas nesta sexta-feira (9), das 10h às 18h, para vacinar pessoas com 67 anos

Saúde

A imunização será realizada nesta quarta-feira (14), das 7h às 18h, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade

Saúde

Total de óbitos no município chegou a 738, de acordo com o balanço da Secretaria de Saúde. Foram registrados, também, 292 novos casos nesta...

Cultura

Projeto Semeando Cidadania, Saber & Cultura prevê atividades de arte-educação e valorização do patrimônio cultural. Nos próximos dois anos, pretende alcançar 2.900 pessoas com...

Saúde

Total de casos desde o início da pandemia chega a 23.004, e o de mortes a 720

Publicidade