torneira
(Imagem Luis Quintero/Pexels)
torneira
(Imagem Luis Quintero/Pexels)

A Copasa informou que concluiu na noite de ontem (23/02), as obras na rede de abastecimento que foram afetadas após o transbordamento de uma barragem particular, na semana passada. A Companhia esclarece que suas equipes técnicas conferiram a chegada de água em diversos pontos dos bairros afetados e constataram que estavam sendo abastecidos.

Na parte da manhã desta quarta-feira (24/02), técnicos da empresa conferiram a pressão dos hidrômetros e da saída da água em bairros como o Duque de Caxias, uma das regiões mais afetadas.

Em nota, a empresa disse que continuará com suas equipes no local até a conclusão de todas as atividades de engenharia, devido à complexidade da obra feita no local próximo ao incidente. Como o abastecimento está normalizado, a empresa suspendeu o rodízio na região, mas continuará monitorando todos os bairros afetados.

Em caso de alguma intermitência na rede, a Copasa manterá o fornecimento de caminhões-pipas para atender as emergências. A empresa informa que, para agilizar o atendimento, o cliente deve registrar as demandas pelos canais de atendimento da empresa: Agência Virtual no site: www.copasa.com.br, ou pelo Aplicativo Copasa Digital (disponível para IOS ou Android) e pela Central de Atendimento 115.  As ocorrências serão encaminhadas diretamente ao sistema de gerenciamento e serão repassadas às equipes de manutenção.

“A Copasa trabalha continuamente para disponibilizar água tratada em todos os municípios onde a empresa opera. Neste momento de prevenção ao Coronavírus (Covid-19), a Companhia reitera seu compromisso em fornecer água de qualidade à população e recomenda: consumir sem desperdiçar é preservar o acesso à água para todos”, concluiu a nota.

Entenda

Na noite da última terça-feira (16), uma lagoa localizada em um terreno particular transbordou e aumentou o nível do córrego que passa pelo bairro Duque de Caxias, assustando os moradores da região. Na ocasião, 71 pessoas tiveram que deixar suas casas de maneira preventiva, já que havia o risco de rompimento da represa, que segundo o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM), possuía volume de 23 mil metros cúbicos de água. Felizmente, ninguém se feriu ou teve prejuízo direto em decorrência do transbordamento.

No entanto, uma adutora da Copasa próxima ao local do incidente, foi desativada por questões de segurança, gerando o desabastecimento em sete bairros de Betim. A empresa iniciou um rodízio para garantir água aos moradores, até que uma nova adutora fosse construída, o que ocorreu nesta quarta-feira (24).

Represa transbordou na noite de terça-feira em Betim (Imagem PMB Divulgação)
Prefeitura de Betim fez obras no talude da represa (Imagem PMB/Divulgação)
Compartilhe

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Bruno Cypriano e Vittorio Medioli se abraçam em evento do Ipremb

Em Betim, Ministério Público vê desvio de finalidade em publicações do Ipremb na internet

Órgão identificou notícias e fotos nas redes sociais do instituto de previdência municipal que possuem caráter de autopromoção do prefeito Vittorio Medioli e do presidente Bruno Cypriano
Vittorio Medioli em coletiva de imprensa em seu gabinete sobre o projeto de construção de uma arena multiuso na cidade

Betim quer construir estádio de R$ 450 milhões e oferecer, de graça, ao Cruzeiro

Prefeito da cidade apresentou a ideia de um projeto de parceria público-privada para a construção de uma arena multiuso de 45 mil lugares. Grupo de investidores estaria disposto a pagar pela obra, mas o licenciamento ambiental e a doação do terreno seria por parte da prefeitura
Fernanda de Oliveira dos Anjos é a nova secretária de Saúde de Betim

Fernanda dos Anjos assume Secretaria de Saúde em Betim

A assistente social e especialista em saúde pública estava no cargo de secretária adjunta de Gestão da Saúde; Augusto Viana deixa a prefeitura para coordenar a campanha eleitoral de seu partido (PCdoB)
pessoa caminha com guarda-chuva

Betim implanta sistema de alertas para chuvas e desastres por SMS

Segundo um comunicado da prefeitura, o objetivo é “desenvolver uma cultura de prevenção, a fim de limitar os impactos dos desastres para a população, alertando sobre medidas de autoproteção e proteção comunitária”
Conteúdo patrocinado: