Caixa da vacina Coronavac (Imagem Governo de São Paulo/Divulgação)
Coronavac (Imagem Governo de São Paulo/Divulgação)

A Prefeitura Municipal confirmou ao Agenda Betim na noite desta quarta-feira (16), que desde o início do mês vem mantendo tratativas com o Instituto Butantan, a fim de verificar a viabilidade de adquirir um lote inicial de vacinas para atender a grupos prioritários, como profissionais de saúde que atuam na rede pública, idosos e pessoas com comorbidades que contribuem para o agravamento da Covid-19.

Caixa da vacina Coronavac (Imagem Governo de São Paulo/Divulgação)
Coronavac (Imagem Governo de São Paulo/Divulgação)

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Guilherme Carvalho da Paixão, foi formalizado um ofício ao Butantan na tarde de ontem (14/12), manifestando o interesse de Betim adquirir, inicialmente, 200 mil doses da vacina Coronavac, que está sendo produzida pelo instituto. “Precisamos aguardar o retorno do Butantan para avaliarmos a viabilidade dessa aquisição. Deixamos claro em nossa solicitação formalizada ontem, a necessidade de nos informarem sobre o prazo de entrega, custo, bem como as características técnicas da Coronavac para adequação da logística de transporte, armazenamento e dispensação das doses”, explica.

Plano Nacional de Imunização

Ainda de acordo com a Secretaria, enquanto aguarda receber as diretrizes do Programa Nacional de Imunização (PNI), lançado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (16), “está trabalhando no planejamento para criar as condições técnicas necessárias para que a vacinação ocorra dentro do esperado”. A prefeitura informou também que avalia a necessidade de aquisição de câmaras de vacinas, agulhas, seringas e outros insumos, além da realização de treinamento e preparação das equipes de saúde.

O Agenda Betim perguntou sobre a infraestrutura da cidade para receber as vacinas que poderão ser adquiridas pelo Governo Federal. Segundo a nota, “Betim tem uma robusta rede de Imunização, com profissionais capacitados e detém insumos para a vacinação”, mas que “é de competência do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde propor o Plano de Imunização, bem como conceber toda a logística e equipamentos”. Por fim, a prefeitura informou que “uma vacina deve ser segura, com eficácia e que facilite a logística já existente nos municípios”.

Até agora, nenhum imunizante está registrado e licenciado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), etapa prévia obrigatória para que a vacinação possa ser realizada.

VEJA MAIS: Acompanhe as últimas notícias da Covid-19 em Betim

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Entrega do Prêmio Direitos LGBTQIA+ em Betim (MG)

Prêmio Direitos LGBTQIA+ abre 8ª Semana da Diversidade em Betim

A programação continua nesta quinta (27), às 9h, com uma Blitz de Prevenção contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e HIV, na Praça do Encontro
Entrada principal Centro Administrativo da Prefeitura de Betim (Imagem Anselmo UBL/PMB/Divulgação)

Empresários de Betim têm até sexta-feira para regularizar alvarás

Prefeitura diz que cerca de 2,3 mil empresas precisam regularizar a situação
Abertura dos envelopes para licitação do transporte público de Betim acontece no Clube Atlético Rodoviário

Licitação do transporte público em Betim recebe 873 propostas

Abertura dos envelopes continua nesta quinta-feira, no Clube Atlético Rodoviário. Município busca autorizar a prestação de serviços de 137 miniônibus e 20 micro-ônibus
Betim e Contagem pedem mudanças no rodoanel metropolitano

Betim e Contagem tentam mudar traçado do rodoanel metropolitano

Segundo os prefeitos, obra vai cortar bairros densamente povoados e colocar em risco a Bacia Hidrográfica de Vargem das Flores, responsável por abastecer parte da região metropolitana
Conteúdo patrocinado: