Também estamos nas redes

Faça sua busca

Betim

Projeto social distribuirá chips de internet para 600 famílias em Betim

Instituto Ramacrisna em parceria com a Central Única das Favelas (CUFA) vão distribuir cerca de 600 chips para mães de famílias em situação de vulnerabilidade social

Visando democratizar o acesso à internet e oferecer ferramentas para que essas comunidades retomem as suas atividades superando o isolamento digital, o Instituto Ramacrisna em parceria com a Central Única das Favelas (CUFA) vão distribuir, cerca de 600 chips para mães de famílias em situação de vulnerabilidade social, que são atendidas pelo Instituto. Os chips são da empresa Alô Social (em parceria com a TIM).

Ramacrisna e CUFA distribuem chips de internet para 600 famílias de Betim (Imagem Divulgação)
Ramacrisna e CUFA distribuem chips de internet para 600 famílias de Betim (Imagem Divulgação)

A iniciativa faz parte do programa Mães da Favela On, o maior projeto de conectividade em favelas já feito no Brasil com o objetivo de conectar 2 milhões de pessoas até julho de 2021.

Para que a plataforma seja aproveitada como uma ferramenta de retomada econômica e educacional, o projeto enfoca o acesso aos conteúdos voltados à educação e ao empreendedorismo. A coordenação da curadoria e chancela do projeto fica por conta da UNESCO, que apoia o Mães da Favela desde a sua criação.

Com a parceria, será disponibilizado acesso à internet móvel e ligações para as mães do público atendido pelo Instituto em Betim e toda essa ação é possível por conta de parcerias firmadas com empresas como: Alô Social/TIM, PicPay, TikTok, O Boticário, VR Benefícios, Península Participações, Volvo, Comunidade Door e Banco Santander, além das fundações Tide Setúbal e Casas Bahia e dos institutos Humanize e Galo da Manhã.

Para a Vice-Presidente do Instituto Ramacrisna, Solange Bottaro, o programa Mães da Favela On e a plataforma de democratização digital são projetos que têm feito uma grande diferença na vida de muitas pessoas em tempos de recessão econômica e de isolamento social. “Eles escolheram o Instituto Ramacrisna pela presença intensa e próxima que temos com as comunidades que enfrentam insegurança e incerteza social. Abraçar estes projetos nos impulsiona a permitir mais oportunidades às famílias que acompanhamos. Com o acesso a internet por meio destes chips, as crianças e jovens retornarão aos estudos remotamente e muitas mulheres poderão de alguma forma gerar renda para as suas famílias, explica Solange.

Para Marlova Jovchelovitch Noleto, Diretora da UNESCO no Brasil, o apoio institucional ao projeto Mães da Favela, além das demais ações da CUFA, reflete a confiança na credibilidade e na transparência da organização. “É um privilégio para a UNESCO apoiar o trabalho da CUFA e do projeto Mães da Favela, pois são mobilizações sociais como essas que levam ajuda rápida e efetiva a quem realmente mais necessita, neste momento em que precisamos agir com celeridade para alcançar tantas famílias em situação de vulnerabilidade”, complementa Marlova.

As distribuições estão sendo realizadas na sede do Instituto Ramacrisna, respeitando todas as exigências de protocolos de higiene e de segurança.

Comentários

+ lidas

Betim

Com doses insuficientes para atender todos do grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde para a primeira fase de vacinação, a Prefeitura de Betim...

Betim

As alterações estão sendo sinalizadas pela Transbetim e serão colocadas faixas para impedir o retorno nos canteiros centrais

Grande BH

Processo seletivo simplificado oferta 302 vagas para os níveis médio e superior; Salários variam de R$1.091 a R$2.390

Trabalho

Processo de seleção é feito de forma remota. Vagas são para início imediato

Betim

Primeiras vacinas serão aplicadas em profissionais do Cecovid 4, às 16h

Betim

Total de óbitos na cidade chegou a 358, de acordo com boletim municipal

Saúde

Eliete Pereira dos Santos, de 57 anos, foi a primeira a receber a vacina na cidade. Emocionada, ela relembrou do pai, que morreu há...

Minas Gerais

Para emitir a guia de arrecadação do IPVA 2021, o contribuinte deve acessar o site da Secretaria de Estado de Fazenda

Betim

Cidade contabiliza 12.595 casos confirmados e 353 mortes em decorrência da doença

Publicidade