Também estamos nas redes sociais

Faça sua busca no Agenda Betim

Betim

Microrregião de Betim permanece na Onda Amarela do Minas Consciente

Cidade seguirá com as orientações da Onda Amarela do Minas Consciente; Mudanças de ondas são avaliadas a cada semana

Apesar da macrorregião Centro (incluindo a Grande BH) ter sido classificada na Onda Verde do Minas Consciente, programa de flexibilização do Governo de Minas, a microrregião de Betim, que é composta por outros 12 municípios, permanecerá na Onda Amarela do programa.

A cada semana, o Governo de Minas reclassifica as regiões do estado em ondas (vermelha, amarela e verde) para orientar os municípios na flexibilização das atividades econômicas. É a primeira vez que a região Central de Minas entrou na Onda Verde. Nesta fase, atividades do setor de entretenimento, como museus, cinemas, música ao vivo em bares, entre outras, passam a ter funcionamento permitido.

Até a última quarta-feira (14/10), um total de 656 cidades havia aderido ao plano Minas Consciente, o que representa 80% do estado. Além disso, 463 municípios com menos de 100 mil habitantes estão aptos a avançar para a onda verde. Cidades importantes como Belo Horizonte e Contagem não fazem parte do programa.

Betim

A Prefeitura de Betim vem seguindo as deliberações do Minas Consciente desde 14 de julho, quando foi obrigada, assim como outras cidades, através de medida judicial, a aderir ao programa estadual. Em setembro, no entanto, após o Governo de Minas liberar o retorno das aulas do ensino superior nas cidades da Onda Amarela (na qual Betim estava inserida) e na educação básica nas cidades da Onda Verde, o município não seguiu o programa, mantendo suspensas as aulas presenciais em todos os níveis. Duas semanas depois, liberou o retorno das aulas no ensino superior. Ainda não há previsão de retorno das aulas na rede pública e particular nas escolas da educação básica.

No Minas Consciente, cabe aos municípios a decisão final sobre como irá proceder na flexibilização das atividades e cada prefeito pode decidir seguir a macro ou microrregião. Em nota, a Prefeitura de Betim informou que está avaliando quais atividades serão liberadas e a atual situação da Covid-19, caso a cidade avance para a Onda Verde.

Microrregião de saúde

A microrregião de saúde em Betim, classificada na Onda Amarela, é composta por mais 12 municípios e possuí mais de 728 mil habitantes.

MunicípiosAderiu ao Minas ConscientePopulação
BetimSim439 mil
BonfimSim6.868
BrumadinhoNão40 mil
CrucilândiaSim5.034
EsmeraldasSim71 mil
FlorestalNão7.461
IgarapéSim43 mil
JuatubaNão27 mil
Mário CamposSim15 mil
Mateus LemeNão31 mil
Piedade dos GeraisSim4.982
Rio MansoNão5.832
São Joaquim de BicasSim32 mil
Município da microrregião de saúde de Betim e adesão ao Minas Consciente até 14/10 (Fonte: Governo de Minas). Para visualizar a tabela completa, mude a orientação da tela.

Critérios

Para avaliação da situação da região, são avaliados: taxa de incidência Covid-19; taxa de ocupação de leitos UTI Adulto; taxa de ocupação de leitos UTI Adulto por covid-19; leitos por 100 mil habitantes; positividade atual RT-PCR; % de aumento da incidência; e % de aumento da positividade dos exames PCR.

(Imagem Reprodução/Governo de Minas)

O que pode funcionar na Onda Amarela

– Bares (consumo no local);

– Autoescolas e cursos de pilotagem;

– Salões de beleza e atividades de estética;

– Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo;

– Papelarias, lojas de livros, discos e revistas;

– Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem;

– Comércio de itens de cama, mesa e banho;

– Lojas de móveis e lustres;

– Imobiliárias;

– Lojas de departamento e duty free;

– Lojas de brinquedos;

– Academias (com restrições);

– Agências de viagem;

– Clubes.

Apesar da macrorregião Centro (incluindo a Grande BH) ter avançado para a Onda Verde do Minas Consciente, microrregião de Betim permanece na Onda Amarela (Imagem Governo de Minas/Divulgação)

O que pode funcionar na Onda Verde

– Atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo;

– Cinemas, bibliotecas, museus, arquivos;

– Parques, zoológicos e jardins;

– Feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê;

– Parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca;

– Bares com entretenimento (shows e espetáculos);

– Serviços de colocação de piercings e tatuagens.

Comentários

Continue lendo

Betim

Total de óbitos registrados na cidade chegou a 223. Boletim municipal informa 7.141 casos confirmados, sendo 6.816 recuperados

Betim

Desde o início da pandemia, 7.119 casos foram confirmados na cidade e 221 pessoas perderam a vida em decorrência da doença; Veja boletim desta...

Betim

Passados quase sete meses com as atividades culturais suspensas na cidade, músicos fazem apelo e pedem volta de shows em bares. Cantores relatam o...

Betim

Secretaria Municipal de Saúde atualizou nesta sexta-feira (16), o balanço da Covid-19 em Betim

Publicidade