(Imagem Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Nesta semana, o Governo de Minas anunciou que irá permitir a abertura das escolas da educação básica nas regiões inseridas na Onda Verde do Minas Consciente a partir de outubro.

Pelo cronograma estadual, as atividades presenciais do ensino superior e de cursos livres poderão retornar a partir do dia 5 de outubro nas regiões inseridas na ‘Onda Amarela’ do programa Minas Consciente. Na mesma data, mas nas regiões do estado inseridas na ‘Onda Verde’, as escolas da educação básica (ensino infantil, fundamental e médio), poderão retornar suas atividades.

O Governo de Minas, no entanto, deixou a decisão final sobre a abertura das escolas nas mãos dos gestores municipais. Em Betim, que está incluída na Onda Amarela, o prefeito Vittorio Medioli (PSD) afirmou na tarde da última quarta-feira (24), que as aulas não irão retornar em nenhum nível de educação. “Nós não temos condições de segurança para o retorno às aulas neste momento”, disse.

Ainda de acordo com Medioli, mesmo Betim apresentando números de óbitos por 100 mil habitantes menores de que outras cidades do país, no momento, não é possível garantir um retorno seguro.

O prefeito disse que está aberto às escolas particulares para receber e discutir protocolos de retomada “Os protocolos recebidos serão discutidos com as secretarias de Saúde, Educação e Vigilância Sanitária e, se estiver tudo dentro das normas sanitárias exigidas pelos órgãos de saúde, poderemos dar a autorização” finalizou.

Prefeito de Betim Vittorio Medioli ao lado da Secretária de Educação Marilene Pimenta em transmissão pelas redes sociais sobre o retorno às aulas 24.set.2020 (Imagem Reprodução Facebook)
Prefeito de Betim Vittorio Medioli ao lado da Secretária de Educação Marilene Pimenta em transmissão pelas redes sociais sobre o retorno às aulas 24 set 2020 (Imagem Reprodução/Facebook)

VEJA MAIS: Cronograma da distribuição do kit alimentação em Betim é divulgado

Entenda

Na última quinta-feira (23), o Governo de Minas definiu a data de 5 de outubro para o início do retorno às atividades escolares presenciais. Seguindo regras e protocolos sanitários, as escolas públicas e privadas poderão retornar às atividades presenciais apenas nas regiões inseridas na onda verde do plano Minas Consciente. Já o ensino superior poderá voltar às aulas presenciais nas regiões contempladas na onda amarela do plano, sendo que faculdades poderão retornar às atividades presenciais já na próxima semana.

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, explicou que as definições foram baseadas em estudos técnicos e epidemiológicos do Comitê Extraordinário Covid-19, levando em conta a controlada taxa de ocupação dos leitos, índices estáveis de transmissão e contágio, além do controle de surtos e a tendência geral de queda de casos e óbitos diários da covid-19. 

“Temos alguns pontos em comum com os países que tiveram avaliação satisfatória para abrir as escolas. Primeiro, eles estavam em curva de contágio estável e decrescente, como estamos em Minas. Depois, a adoção de medidas sanitárias de distanciamento, o que orientamos desde o início da pandemia e a cada dia aprimoramos mais. E o monitoramento constante, que é a característica do Minas Consciente, o que fazemos há cerca de cinco meses”, disse o secretário.

Na prática, os cursos de educação superior, incluindo graduação e pós-graduação, além de cursos de formação livres, estarão aptos a retornar às atividades presenciais nas regiões inseridas na onda amarela do plano Minas Consciente. As aulas nessas instituições estão autorizadas a partir da publicação do protocolo sanitário da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), previsto para a próxima semana, com recomendações como distanciamento social e uso de máscaras de proteção.

 

Comunicar erroFale conoscoNewsletter

Mais do Agenda Betim
Betim e Contagem pedem mudanças no rodoanel metropolitano

Betim e Contagem tentam mudar traçado do rodoanel metropolitano

Segundo os prefeitos, obra vai cortar bairros densamente povoados e colocar em risco a Bacia Hidrográfica de Vargem das Flores, responsável por abastecer parte da região metropolitana
Entrada principal Centro Administrativo da Prefeitura de Betim (Imagem Anselmo UBL/PMB/Divulgação)

Empresários de Betim têm até sexta-feira para regularizar alvarás

Prefeitura diz que cerca de 2,3 mil empresas precisam regularizar a situação
Mostra Expressões do Cotidiano em museu de Betim

Mostra “Expressões do Cotidiano” pode ser visitada até o dia 5/08 no Museu Paulo Araújo Moreira Gontijo

Estão em exibição 18 peças do ceramista e modelador Admilson de Souza que apresentam vários tipos de pessoas encontradas na vida urbana
Notas fiscais

Prazo para regularização de alvarás de empresas em Betim termina no dia 29

Consulta de pendências pode ser realizada pelo icad Online. Cerca de 2,3 mil empresas precisam regularizar a situação, de acordo com a prefeitura
Conteúdo patrocinado: